domingo, 23 de maio de 2010

Por que as pessoas gostam de menosprezar as outras?

Pergunta difícil de responder, né?!
Eu acho...

Mas, vamos aos fatos:
Ontem estava voltando da Estação São Caetano, e no caminho para minha casa passo na frente de um buffet, onde os carros param na frente com o pisca alerta ligado para deixar as madames que não querem andar de salto agulha por aí, até então ok. Como estava atrás de um desses carros só me restou ligar a seta e esperar um ser bondoso me dar passagem, o farol fechou e abriu umas dezenas e nada de alguém de bom coração aparecer, rs. Durante esse tempo, dei uma embicadinha com o carro, para verem o meu 'pelo amor de Deus, me dêem passagem', nisso parou um escort daqueles antigos do lado do meu chevetinho, um casal na frente e um rapaz atrás, eu fiquei olhando para o carro e pensando 'vai deixar eu entrar ou vai ficar aí lesmando?!', quando o motorista abre a janela do passageiro e diz: 'não liga para ele, ele é louco', aí olhei para o rapaz que estava no banco de trás percebi que ele tinha algum retardo mental. Fiquei com tanta raiva do ser que fiz de conta que não era comigo, e ele insistiu em dizer isso mais duas vezes, agora eu pergunto: e daí que ele não é "normal"?!
Não entendi nada, mas fiquei muito chateada com isso, não estava reparando no rapaz, não havia nenhuma necessidade do cara parar e me dizer que ele era louco, e o pior, rindo. O que ele ganhou com isso? Com certeza o rapaz ouviu, e com certeza não ficou feliz de ser tachado de louco. Que bobagem, cada um é do jeito que deveria ser, e só resta a nós entendermos e convivermos com as diferenças.

Eu podia ter ido dormir sem essa, sinceramente.

#momentodiário. rs